Pesquise no blog:

google +1

Qual o seu critério para escolher uma loja OnLine ?

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Correção de segurança da Microsoft prejudica usabilidade do Windows

Correção de segurança da Microsoft prejudica usabilidade do Windows
Ferramenta que transforma atalhos do sistema operacional em ícones brancos torna alguns dos seus recursos praticamente inutilizáveis

Quarta-feira, 21 de julho de 2010 às 17h20

A Microsoft anunciou nesta terça-feira, 20/07, o lançamento de uma ferramenta automática temporária para evitar o ataque ao Windows devido a uma falha crítica, ainda sem correção, no sistema operacional. Segundo especialistas, ela pode ser usada por hackers para atacar usuários de todo o mundo.

Há alguns dias, a Microsoft já havia publicado instruções para que os usuários fizessem a instalação da ferramenta manualmente, mas como o procedimento exigia edição do registro do sistema operacional, muitos usuários ficaram receosos em realizar a tarefa. A correção tem agora como objetivo automatizar o processo. Além disso, a compahia recomenda também que administradores de redes bloqueiem o download de arquivos .ink e .pif (de atalhos).

Além de ser uma medida temporária, a ferramenta causa alterações na usabilidade da máquina, tornando alguns recursos do Windows praticamente inutilizáveis. Um dos seus efeitos transforma os gráficos usuais do sistema operacional nos atalhos em ícones brancos, o que impossibilita ao usuário identificar qual aplicativo cada um representa.

De acordo com a Microsoft, toda as versões do Windows contêm a vulnerabilidade que possibilita a um atalho malicioso executar uma ameaça toda vez que for visualizado. Na Alemanha já há um caso, confirmado pela própria Siemens, de que um drive USB infectado foi aberto em um PC com o software da companhia que gerencia sistemas de controle de larga-escala.

A Microsoft já prometeu uma correção definitiva do problema, mas ainda não deu nenhuma data. A próxima atualização de segurança está prevista para 10 de agosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tradutor