Pesquise no blog:

google +1

Qual o seu critério para escolher uma loja OnLine ?

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Para o pai do GNU, ChromeOS significa perder controle sobre dados pessoais

Richard Stallman alerta sobre os perigos de fornecer dados confidenciais a grandes corporações e ao governo.

Fonte da imagem: Flick de jeanbaptisteparis

Em entrevista ao jornal inglês the Guardian, o criador da Free Software Fundation, Richard Stallman, alertou sobre os riscos que sistemas como o Chrome OS podem trazer. Segundo ele, que possui no currículo a criação do sistema operacional GNU, o foco na computação por nuvem traz riscos graves aos dados pessoais dos usuários.

Stallman justifica a preocupação ao afirmar que, quando os dados estão armazenados na internet, não é preciso qualquer tipo de autorização para governos e grandes corporações terem acesso a tais informações. Como exemplo, cita a situação dos Estados Unidos, país em que a polícia precisa de um mandato de segurança para acessar os dados armazenados no servidor de uma companhia.

Já quando se trata em computação de nuvem, não há qualquer direito legal que impeça o acesso a informações confidenciais. Neste caso, a polícia sequer é obrigada a informar que os obteve, podendo utilizá-los de forma totalmente livre.

Stallman diz que esse sistema só se sustenta porque “a cada minuto nasce mais um trouxa no mundo”. Segundo ele, a única alternativa para impedir o uso desmedido de dados pessoais seria continuar a armazená-los no computador – “e é melhor que seja assim, senão a opção poderá desaparecer”, complementa.

ChromeOS pode morrer em 2011

Outro crítico do sistema operacional da Google é Paul Buchheit, responsável pela criação do Gmail e do Google AdSense. Para ele, o software recém-anunciado terá uma existência bastante curta, tendo afirmado em sua página no FriendFeed que “o Chrome OS será morto no ano que vem (ou fundido com o Android)”.

Para ele, o Chrome OS não tem qualquer propósito, e seria mais bem apresentado como um complemento para o Android. As críticas se somam às de Stallman, que considera o sistema operacional engessado, impedindo que os usuários instalem aplicações conforme sua própria vontade.

O sistema, atualmente testado por empresas e um número restrito de usuários, é conhecido por armazenar um número muito pequeno de dados na máquina. Ao contrário dos sistemas operacionais convencionais, a maioria dos aplicativos é baseada na computação por nuvem, que utiliza servidores externos para armazenar informações do usuário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tradutor